1 de fev de 2009

Da felicidade no dia do nascimento

Melhor aniversário impossível. Já a meia noite do dia 31 muitos e-mails, scraps, ligações, um beijo do pai acompanhado de mousse de chocolate. De manhã beijos e abraços e apertões da mãe, do pai, do irmão e "festinha" da cachorra (não pelo meu aniversário, mas ela faz isso todo dia de manhã rs). Visita na vó e na tia (pq a vó tá véia demais pra sair de casa e subir três lances de escada), vó chorando emocionada me dando os parabéns. Depois que voltei da minha avó e vi um céu imenso, azul, aberto, coloquei um samba pra tocar e me senti tão feliz e grata por tudo a minha volta que até estranhei. Foram momentos de gratidão imensa pela minha vida, pela minha família, trabalho, amigos, momentos... que podem não ser perfeitos, mas que eram meus, e eram, existiam, estavam ali. Por aqueles momentos de plenitude consciente, vivi o que muitos poetas descrevem mas que poucas vezes senti: a felicidade e a plenitude de ter a realidade com toda sua simplicidade e sutileza. Vi que era tolice esperar "milagres" ou acontecimentos "exóticos" quando a felicidade acontece todo dia bem embaixo do meu nariz. De onde eu tirei que pra haver felicidade precisa haver "rebuscamento"? Felicidade... Feliz Idade...
Festa surpresa dos meus alunos, organizada com o maior carinho nos mínimos detalhes. Tema: festa infantil rs; talvez porque eles sempre dizem que eu sou muito exagerada por me achar muito acabada. Muito docinho, bala, salgadinho, refri, risadas, dança e jogo de baralho. Carinho e amizade trasbordando de todos os poros.
Encontro com amigos num barzinho. Amigos de tipos, idades, histórias e de lugares diferentes, mas que amo o bastante pra dizer que são irmãos de destino. Fato incomum: meu primeiro beijo na boca aos 23 foi algo bem "exótico" rs. Naquela mesa de bar, do nada, sem esperar, nem premeditar mas muito bom... rs. Foi muito engraçado ver a cara das pessoas sem entender a intervenção repentina de um convidado que sumiu tão rápido como chegou rs.
Samba e dança com amigos queridos, cerveja, suor. Um adeno: eu tenho problemas com suor pela questão da hiperhidrose, mas ultimamente vejo que o suor é felicidade e prazer expelidos. Passei o meu dia como eu gosto, com gente que gosto. Com samba... "eu nasci com o samba, no samba me criei e do danado do samba, nunca me separei". Fiquei realmente espantada em ver como sou querida. Sei que tenho bons amigos, mas em cada telefonema, abraço, e-mail, mensagem, vi que mesmo o tempo e a distância não apagam com facilidade coisas bonitas. Os 23 chegaram da melhor forma possível...

Daqui desse momento
Do meu olhar pra fora
O mundo é só miragem
A sombra do futuro
A sobra do passado
A sombra é uma paisagem
Quem vai virar o jogo
e transformar a perda
Em nossa recompensa
Quando eu olhar pro lado
Eu quero estar cercado
só de quem me interessa
(Lenine)