17 de set de 2010

Pro meu leãozinho...

Ele é o meu leãozinho... só meu.
Gosto muito de te ver, leãozinho
Caminhando sob o sol
Gosto muito de você, leãozinho

Para desentristecer, leãozinho
O meu coração tão só
Basta eu encontrar você no caminho

Um filhote de leão raio da manhã;
Arrastando o meu olhar como um ímã...
O meu coração é o sol, pai de toda cor;
Quando ele lhe doura a pele ao léu...

(Caetano Veloso)

15 de set de 2010

Do início da jornada

Chegamos a um mês. Mais precisamente 1 mês e 19 dias. Até hoje não tive um ciclo de sono com mais de 4 horas. Ficaram estrias na barriga e 10 Kg restantes pra perder, muita flacidez e celulites. Os bicos do seio estão machucados. Tenho olheiras enormes e frequentemente, em casa, ando totalmente largada com os seios dependurados. Não consigo dormir com meu marido e optei por trancar a faculdade. Tenho que ficar revezando entre a casa da minha tia e da minha mãe pra poder conseguir almoçar, tomar banho e fazer xixi, porque sozinha com ele em casa não dá. Estou absurdamente feliz e cansada. Quanto a ele, sofreu muito com gases e cólicas, mas muito mesmo, de me fazer chorar e de não conseguir dormir. Por mim, sentiria tudo no lugar dele. Acompanha tudo com os olhinhos e uma audição atenta, tem uma força incrível e adora segurar os nossos dedos com a mão. Faz um biquinho tão engraçado quando está cagando e tem que ficar um tempão em pé no colo depois que mama pra não golfar. Por falar em colo, ultimamente melhorou dos gases, mas só quer colo (as avós fazem isso o tempo todo). Não ri tão facilmente, mas abre as canjicas quando faço vrummmmmmmm. Adorou a cadeira de balanço que foi do bisavô dele. É lindo e continua careca, mas agora nasceu uma faixa rala de cabelo só na parte de trás. Perdeu muitas roupas e está vestindo M, quase G. Detesta ficar no carrinho, adora o móbile do berço. Adora o banho e se pudesse nadaria na banheira. Continua chorando pra trocar fraldas, e como caga e mija! Não canso de admirá-lo e valorizar as conquistas de cada dia, mesmo querendo deixá-lo com a minha mãe e sair correndo quando ele quer peito toda hora.
Ando meio enfezada com essa pseudo naturebice que está em vigor hoje em dia. Nada contra as opções das pessoas, mas tudo contra fazerem você se sentir péssima por dar chupeta ou complemento alimentar com leite artificial (no meu caso, devido à infecção por resto de placenta, estava produzindo leite insuficiente e o bichinho gritava de fome), a chupeta foi opção mesmo, não é toda hora, e ele se acalma. Uso fraldas descartáveis sim! Claro que me preocupo com o meio ambiente e nos dias de calor uso fralda de pano nele, mas morreria se tivesse que, além de tudo, ficar lavando as fraldas... aff! Remédio? Dei sim, dimeticona para gases mas junto com a homeopatia. Adoro a pediatra dele porque ela fala que não podemos ser "xiítas", precisa haver um meio termo e qualidade de vida pra mãe também. Fui criada com chupeta, mamadeira, peito, legumes, verduras, remédios, chás, ervas, alimentos industrializados, de tudo um pouco. Odeio essa nova ditadura natureba que no fundo tenta fazer a consciência da mãe parecer mais leve, afinal, o melhor pro filho é o que ele precisa, não o que a mãe julga que é melhor por não conter conservantes...