16 de jun de 2010

Da modernidade e da maternidade


Essa vida de mulher "moderna" é extremamente cansativa. Nunca quis tanto deixar de ser "moderna" quanto agora. Me encontro no terceiro trimestre de gravidez e por opção ou falta de, continuo indo à faculdade, dando aula, arrumando casa, cozinhando, tentando produzir (na medida do possível) o espetáculo, pintando as unhas, fazendo carinho no marido, lendo uns textos sobre inclusão na educação, pegando ônibus ou trem pra ir à alguma reunião, escrevendo texto pra apresentação dos alunos, passando roupa, pensando no parto do Pedro e nos trabalhos finais da faculdade.
É tão maravilhoso estar grávida e nesta reta final da gestação, a única vontade que dá é ficar em casa lendo Harry Potter e curtindo a gravidez. Acho que serei discriminada pela modernidade por eleger a maternidade.

p.s: o desenho acima foi uma colega quem fez, enquanto assistíamos aula.