24 de mai de 2009

Da abdicação

AR/TE FAZ RESPIRAR?
ACHO QUE NÃO MAIS.

Pairando do esgotamento mental a ausência de flúidos criativos e artísticos para o momento. Auto-consciência de incapacidade teatral para muitos fins. Desistência próxima, previsível e desejável.

Cego (Arnaldo Antunes)

Estou cego a todas as músicas,
Não ouvi mais o cantar da musa.
A dúvida cobriu a minha vida
Como o peito que me cobre a blusa.
Já a mim nenhuma cena soa
Nem o céu se me desabotoa.
A dúvida cobriu a minha vida
Como a língua cobre de saliva
Cada dente que sai da gengiva.
A dúvida cobriu a minha vida
Como o sangue cobre a carne crua,
Como a pele cobre a carne viva,
Como a roupa cobre a pele nua.
Estou cego a todas as músicas.
E se eu canto é como um som que sua.